Você sabe o que é amaranto?

Boa noite leitores,

Nativo da América Latina, mas ainda pouco conhecido no Brasil, o amaranto, da mesma família da quinoa também conhecido como feijão dos Andes, é considerado um alimento funcional por sua alta quantidade e qualidade de proteínas. Você conhece seus tantos benefícios nutricionais? Já teve a oportunidade de experimentá-lo?

O amaranto, é um pseudocereal (uma combinação natural de leguminosa com cereal), por possuir altos níveis de aminoácidos e por ser fonte de energia, podendo ser consumido na forma cozida, tostada, expandido (como pipoca) ou em flocos secos (como aveia), como ingrediente em variadas preparações.

É um alimento riquíssimo em proteínas e fibras, e devido a presença de ácidos graxos insaturados (gordura boa), seu consumo tem efeito positivo em casos de colesterol alto. Assim, o consumo equilibrado do amaranto, pode auxiliar na constipação (intestino preso – junto ao consumo de água), na hipercolesterolemia (em conjunto com atividade física), em casos de pressão alta (com o consumo controlado de sódio), no diabetes (com o consumo controlado de açúcar) e também na obesidade (em conjunto com uma alimentação equilibrada e a prática de exercícios).

Além disso, o grão contém altos níveis de cálcio e ferro, quando comparado com outros cereais, o amaranto fornece 34% de ferro e 100% de cálcio (3 x maior que o cálcio encontrado no leite de vaca) das quantidades recomendadas em média para um indivíduo adulto. Podemos encontrar os grãos de amaranto para comprar no supermercado e também em locais a granel, com o valor em média de R$2,50 a cada 100 g.

Por não conter glúten, ele é uma ótima alternativa para celíacos e intolerantes, além de ser uma opção proteica para vegetarianos e veganos. Espero que tenham gostado e aprendido mais, até semana que vem!

Fonte: QUINI, Artur et al. Revisão de literatura: Importância nutricional de algumas espécies de Amaranthus sp. Universidade de Marília, Marília, 2013/ PIEROTTI, Soraia Mendes. Amaranto – Análise físico química e funcional – comparação dos dados presentes na literatura. Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Londrina, 2013/ ROCHA, Liane. Amaranto? O que é isso, Doutor? Artigo Abeso, fevereiro de 2012/ MUNHOS, Mariane et al. Efeito hipocolesterolmiante do amaranto. Revista Odontológica de Araçatuba, 2014/ SILVA, A. C. et al. Análise química e nutricional da farinha de amaranto em muffins de banana para celíacos. Visão Acadêmica, maio 2018.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s