Você sabe o que é Ora-pro-nóbis?

Boa noite leitores,

Quem aí já ouviu falar de ora-pro-nóbis? Se você me acompanha sempre por aqui, sabe que eu já escrevi uma matéria em que citei a ora-pro-nóbis, mas não fui a fundo sobre seu potencial nutricional. E como ela merece toda a nossa atenção, por ser um super alimento funcional, hoje vou escrever uma matéria inteira sobre ela.

A ora-pro-nobis, é uma PANC, uma planta alimentícia não convencional (clique aqui para ler sobre as PANCS), também conhecida por cacto rosa, jumbeba, rosa madeira, trepadeira limão, espinho-preto, grosenha-da-américa, lobrobó, guaiapá, cereja de barbados e cipó-santo, é uma planta distribuída do nordeste ao sul do país, típica de quintal crescendo como uma trepadeira, e que por muito tempo foi considerada uma praga.

O alto conteúdo proteico, de fibras e de outros nutrientes da ora-pro-nóbis e a ausência de toxicidade de suas folhas, as tornaram importantes na alimentação, podendo ser consumida na forma de sopas, refogados, mexidos, omeletes, saladas, e usadas como farinha em biscoitos, tortas e até como macarrão.

Suas folhas secas possuem um alto teor de ferro, cerca de 14 mg a cada 100 g do alimento, sendo essa quantidade superior a de vários alimentos popularmente conhecidos como fonte desse mineral, como a couve (2,7 mg), o espinafre (4,5 mg), o grão de bico cru (5,4 mg), a lentilha  (1,5 mg), o feijão tipo carioca (1,3 mg) e a carne bovina (2,6 mg) por exemplo. Além de também ser fonte de proteína (18 g a cada 100 g da folha, valor semelhante de proteína na carne bovina e no frango) e de cálcio (107 mg/100 g quantidade muito próxima a presente no leite, por exemplo).

Assim o consumo de ora-pro-nóbis pode ser utilizado para ajudar no tratamento e na prevenção de doenças como anemia, hipertensão arterial, diabetes mellitus, constipação, alguns tipos de câncer, reumatismo, inflamações, enxaqueca, hemorroidas e também na osteoporose. Ela tem uma potencial função antibiótica, analgésica, diurética, e também ajuda na cicatrização.

Mesmo desidratada, ou seja, seu uso por meio da farinha, do chá (clique aqui para aprender mais sobre os chás), das folhas secas para tempero, forma em que mais é comercializada, o conteúdo de nutriente da ora-pro-nóbis continua alto, por isso seu consumo deve ser difundido e aumentado. Vamos aproveitar mais do que as hortaliças e frutas têm a nos oferecer, para melhorar nossa saúde.

Espero que tenham gostado e aprendido mais, até semana que vem!

Fonte: Almeida & Corrêa. Utilização de cactáceas do gênero Pereskia na alimentação humana em um município de Minas Gerais. Ciência Rural, 2012/ Rodriguez, Sueli et al. Caracterização química e nutricional da farinha de ora-pro-nóbis (Pereskia aculeata Mill.) Marília, 2013/ Souza, Maria Regina de Miranda, Ora-pro-nobis (Pereskia aculeata Mill.) como alternativa promissora para produção de proteína: densidade de plantio e adubação nitrogenada, Viçosa, MG, 2013/ MANDELLI, Michelli Karoline de Lara Moreira. Avaliação Dos Parâmetros Nutricionais e Potencial Antioxidante Do Fruto De Ora-Pro-Nobis (Pereskia Aculeata Miller). Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Pato Branco, 2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s