O poder dos nutrientes: magnésio

Boa noite leitores,

O magnésio é um mineral essencial mas pouco conhecido e falado pela maioria das pessoas, e por isso sua deficiência muitas vezes nem é identificada. A baixa quantidade ingerida de alimentos fontes de magnésio, ou mesmo a má absorção desse nutriente pelo organismo, pode ocasionar problemas muitas vezes fatais, leia a matéria abaixo.

O magnésio participa de mais de 100 reações que ocorrem todos os dias no nosso corpo, incluindo transporte de outros nutrientes (cálcio, sódio e potássio), metabolismo energético, utilização de carboidratos, de gorduras e proteínas. Também atua como fator de crescimento e na regeneração de tecidos, no funcionamento das células nervosas e na contratilidade muscular (enquanto o cálcio (leia mais sobre ele) atua como um estimulador, o magnésio faz o relaxamento, os dois fazem funções opostas no músculo, mas participam em conjunto pela manutenção da integridade óssea), controlando a atividade de todos os músculos do corpo, inclusive do coração.

Outro motivo que exemplifica a importância desse nutriente é a sua necessidade para a ligação do receptor de serotonina (aquele tão famoso hormônio do bem-estar). A ação antidepressiva do magnésio é dependente de sua interação com os receptores neurais, que juntamente com as vitaminas B6, B9 e B12, são capazes de converter triptofano em serotonina.

Com o envelhecimento, a quantidade de magnésio no corpo vai diminuindo, além disso o estresse, treinos intensos (atletas perdem mais magnésio pelo suor e urina), o uso de nicotina, de medicamentos diuréticos, o alcoolismo, cirurgias,  dietas restritas, doenças gastrointestinais intestinais, também contribuem para a redução de magnésio no organismo. O excesso do consumo de gordura, de proteínas, de fitatos e oxalatos (fatores antinutricionais, cliquei aqui para ler), sódio, cálcio e da cafeína pode dificultar a absorção do magnésio, fique atento a sua alimentação.

Quando o magnésio está deficiente, o organismo começa a dar alguns sinais, como o comprometimento da memória e da capacidade de concentração, apatia e depressão, confusão mental, anorexia, náuseas e vômitos, câimbras, fraqueza muscular, tremores, irritabilidade, convulsões, acidentes cardiovasculares, trombose e predisposição a arritmias. Assim, estudos mostram que o baixo consumo de magnésio leva ao aumento do risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, desordens neuromusculares e ósseas.

Já quando sua quantidade é excessiva, decorrente de outras situações patológicas, tais como insuficiência renal, ingestão crônica de medicamentos antiácidos (para gastrite, azia e outros problemas gastrointestinais) entre outras, os sintomas sofridos pelo corpo incluem sonolência, face avermelhada, pressão baixa, fraqueza muscular, dupla visão, náuseas, vômitos, insuficiência respiratória, sede crônica e até parada cardíaca.

Para finalizar a matéria, seguem os alimentos que mais possuem magnésio em sua composição, são eles vegetais folhosos verde-escuros (coentro, espinafre), arroz integral, aveia, todas as castanhas (amêndoas, nozes, castanha do pará, amendoim), sementes (linhaça, gergelim, girassol, abóbora), melado, leguminosas (feijão, grão-de-bico, soja) e o cacau.

Espero que tenham gostado e aprendido mais. Compartilhem esse conhecimento!

Fonte: VANUCCHI, Hélio. Funções Plenamente Reconhecidas de Nutrientes –
Magnésio. ILSI Brasil, 2010/ SEVERO, Juliana Soares et al. Aspectos metabólicos e nutricionais do magnésio. Nutr. clín. diet. hosp. 2015/ AMORIM, Aline Guimarães. Efeito da deficiência dietética de magnésio no metabolismo oxidativo de ratos submetidos a treinamentos periodizados. USP, São Paulo, 2007/ SEZINI, Ângela. GIL, Carolina. Nutrientes e Depressão. Vita et Sanitas, Trindade-Go, 2014.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s