Alimentos funcionais: cenoura

Boa noite leitores,

A cenoura é um dos legumes mais conhecidos e consumidos, mas ela faz parte do seu dia a dia ou você só lembra de consumi-la antes de tomar sol, ou quando vai fazer um bolo? Ela é considerada um alimento funcional, pois além de compor a lista de hortaliças básicas na alimentação, beneficia o organismo e a nossa saúde como um todo, vamos conhecer mais sobre ela?!

A cenoura é um dos vegetais mais consumidos, cuja parte comestível é a raiz (parte laranja) e também as folhas (que a maioria das pessoas não tem o costume de comer, e muitas vezes os produtores e comerciantes já vendem sem essa parte, desperdício do alimento e nutricional, pois as folhas também são super ricas), sendo bastante conhecida pela sua versatilidade em preparações, atrativa cor alaranjada e alto valor nutritivo.

Um dos principais nutrientes presentes na cenoura é o betacaroteno (leia mais sobre ele aqui) e é essa substância que estimula a produção de melanina, ajudando assim a manter o bronzeado. A ingestão, nas quantidades recomendadas, pela atividade da vitamina A e sua função antioxidante e também pela quantidade de fibras, ajuda a regular as funções intestinais, prevenir problemas de visão, além de reduzir os riscos de câncer de pele e aumentar a resposta imunológica do organismo.

As formas de usar a cenoura na cozinha não faltam, tradicionalmente usada em saladas, crua ou cozida, sucos, também podem ser petiscos saudáveis, na forma de palito. Ainda é ingrediente de sopas, caldos e purês. Isso sem falar do bolo de cenoura, um dos mais apreciados pelas crianças e adolescentes.

A dica para aproveitar o máximo das propriedades nutricionais desse alimento é consumir a cenoura crua, de preferência. Isso porque as altas temperaturas e o contato com a água podem fazer com que alguns de seus nutrientes sejam perdidos, como podemos observar na tabela abaixo, mas ainda assim se consumida cozida, é um excelente alimento funcional.

CENOURA

Porção de 100 g – 1 unidade média (20 cm)

Composição Crua Cozida
Água 90,1 % 91,7 %
Calorias 34 kcal 30 kcal
Carboidratos 7,7 g 6,7 g
Proteínas 1,3 g 0,8 g
Fibras 3,2 g 2,6 g
Vitamina A 1326 mg 612 mg
Potássio 315 mg 176 mg

Para finalizar, para todo e qualquer alimento é sempre importante estar atenta(o) a safra, onde o seu valor comercial é menor. No caso da cenoura, esse período vai de julho a novembro, aproveite.

Espero que tenham gostado e aprendido mais! Me escrevam sobre o que gostariam de ler aqui.

Fonte: TACO – Tabela brasileira de composição de alimentos. 2 ed. Campinas: NEPA – UNICAMP, 2006/ SAMARA, Sibelle Vieira Alves et al. Qualidade de cenouras em diferentes densidades populacionais. Rev. Ceres, Viçosa, 2010/ VANDRESEN, Solange. Caracterização físico-química e comportamento reológico de sucos de cenoura e laranja e suas misturas. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2007/ SOUZA, Rosa Maria de Deus. Aproveitamento do resíduo oriundo do processamento mínimo de cenoura no desenvolvimento de novos produtos alimentícios. Universidade de Brasília. Brasília, 2008/ SILVA, Ana Carolina Bizinoto et al. Qualidade nutricional e físico-química em cenoura (Daucus carota l.) in natura e minimamente processada. Universidade Federal de Uberlândia. Demetra, 2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s