Você sabe o que é Painço?

Boa noite leitores,

Hoje o alimento que escolhi, ainda pouco conhecido no Brasil é o Painço, um grão pequeno de tamanho mas enorme em seus benefícios, nutre o corpo, dá energia e um monte de outras vantagens à saúde. Você já tinha ouvido falar do painço? Já teve a oportunidade de experimentá-lo?

Consumido há milênios na Ásia e na África, o consumo do painço vai muito além da alimentação de pássaros (como é bastante utilizado), ele é um aliado da saúde do ser humano. Classificado como um grão de fácil digestão e como um carboidrato de índice glicêmico menor do que de outros grãos, ele é riquíssimo em proteínas (12g a cada 100g do painço, sabendo que na ervilha por exemplo temos 7g e na amêndoa, 18g – comparações vegetais) e fibras(7g em 100g de painço, sendo que o arroz integral tem 3g), também possui significativa quantidade de gorduras do bem e além disso estão presentes nele as vitaminas do complexo B, vitamina E, vitamina K, magnésio, fósforo e outros nutrientes em menores quantidades.

O painço não possui glúten em sua composição natural, assim pessoas alérgicas e celíacas podem adicioná-lo como mais uma opção nutritiva da alimentação, só é importante ficar atento no momento da compra, olhar o rótulo e confirmar essa informação. Pois atualmente o que está acontecendo com alguns alimentos, a aveia é um exemplo, é que no momento do processamento, as indústrias não tomam o devido cuidado e alguns alimentos que não contém glúten naturalmente, passam a ter traços dele por contaminação cruzada de outros que contém.

Um alimento muito nutritivo como vimos e também versátil, seu consumo pode ser tanto quente, como substituto do arroz por exemplo, como frio adicionando-o a uma salada. Para o consumo com uma textura fofinha, seca e leve, o modo de preparo dele deve ser com a proporção de água de 1 de painço para 2 de água. Caso prefira mais molhadinho e cremoso, com consistência de purê, use a proporção de 1 para 3. Após cozido, use a sua criatividade e crie novas receitas, o painço pode fazer parte de várias preparações.

Espero que tenham gostado e aprendido mais, experimentem e me contem depois o que acharam do painço.

Até semana que vem!

Fonte: LIMA, et al. Relação da leitura do clorofilômetro com o N total na folha de Painço (Panicum miliaceum L.) em função da adubação nitrogenada de cobertura. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, v.6, n.2, p.149-158, 2007/ SILVA, Scharlise Diovanella Schneider da. Teor de biocompostos em germinados de linhaça (Linum usitatissimum L.) e painço (Panicum miliaceum L.). Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Alimentos. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas – 2014/ HASSALDINE, B. P. J. et al. Resposta mecânica de sementes de milheto ( Panicum miliaceum ) sob compressão quase-estática: experimentos e modelagem. J Mech Behav Biomed Mater, 2017.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s