Alimentos funcionais: pimentão

Boa noite leitores,

Muitos de nós já tem o hábito de usar os pimentões, tanto o verde, quanto o amarelo e o vermelho em preparações alimentares, mas sei que muitos não têm ideia da quantidade de nutrientes que eles possuem. Outros, evitam os pimentões por acharem indigestos, mas sabiam que existem algumas dicas para diminuirmos esse sintoma?!

O pimentão, está entre as hortaliças mais consumidas do Brasil, principalmente na região sudeste. O pimentão, cuja cor depende da capacidade de sintetizar carotenóides e de reter pigmentos, e também do tempo de colheita, em geral, a colheita dos pimentões verdes tem início em 110 dias, os amarelos em torno de 130 dias e os vermelhos (maduros) após 150 dias. Os frutos maduros, (vermelhos) apresentam maior custo de produção em virtude do tempo e da necessidade de mais medidas preventivas, por isso em plantações convencionais são utilizados tantos agrotóxicos, e também principalmente na variedade vermelha.

O pimentão amarelo apresenta alto valor nutricional, caracterizado principalmente pelo seu teor de vitamina C, que é superior ao verificado nos pimentões vermelho e verde, e superior até ao de muitas frutas, como laranja, limão, kiwi, goiaba. O pimentão amarelo também é rico em vitamina A, não mais que o vermelho, pois a presença de carotenoides se dá pela cor forte. Os carotenóides são pigmentos encontrados naturalmente nos alimentos, e trazem benefícios para a saúde por sua atividade antioxidante e anticancerígena.

Como citei, muitos de nós evitamos o consumo de pimentões por conta da indigestão, para diminuir esses sintomas, causados principalmente pelos pimentões verdes pois são os que contém maior quantidade de fibras, é indicado a retirada da casca e também da parte interna deles (sementes e parte branca), e um cozimento rápido (no vapor) também é indicado para reduzir os desconfortos e ainda não ter perda significativa dos nutrientes.

O grande problema dos pimentões é a quantidade de agrotóxicos colocados em sua plantação. De acordo com a Anvisa, ele é o alimento mais afetado pelos agrotóxicos, principalmente seu tipo vermelho, pois é o que mais demora para ser colhido. Assim, se você tem a condição de comprar o tipo orgânico, eu recomendo, caso contrário, lave muito bem os pimentões (olhe aqui o melhor jeito, que até ajuda a reduzir a quantidade de agrotóxicos) mas não os consuma diariamente.

Espero que tenham gostado e aprendido mais!

Ps: sabiam que quando o pimentão é seco e moído ele se “transforma” num condimento muito apreciado, a páprica?!

Fonte: Maria A. N. Sediyama et al. Nutrição e produtividade de plantas de pimentão colorido, adubadas com biofertilizante. R. Bras. Eng. Agríc. Ambiental, v.18, n.6, p.588–594, 2014/ Silva, M. L. N. et. Al. Caracterização físico-química de frutos de pimentão em diferentes acessos mercadológico. ACSA – Agropecuária Científica no Semi-Árido, v.9, n.1, p 99-103, jan – mar, 2013.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s