Tapioca X Pão Francês

Boa noite leitores,

Esse é um “combate” dos alimentos que mais se houve falar por aí, não é mesmo?! Todo mundo tem uma teoria sobre a tapioca, sobre o glúten, sobre alimentação saudável, sobre Nutrição, mas a grande maioria está equivocada. Antes de ler a matéria de hoje, é sua vez de pensar: tapioca ou pão francês, qual deles você acha que é mais saudável? Você deixou de consumir algum deles, por ouvir alguma teoria, ou foi por recomendação nutricional?

A tapioca, de origem indígena e de costume nordestino, ganhou os outros estados brasileiros quando “descobriram” que ela não tinha glúten, e era tão ou mais versátil que o pão francês. Ela é feita a partir da mandioca, e para ser produzida manualmente não precisa mais do que a própria mandioca e água.

O pão francês, surgiu no Brasil no começo do século 20, como uma tentativa de reproduzir um pão popular da cidade de Paris, na França. Seus ingredientes principais são, farinha de trigo, água, sal, fermento, açúcar e as vezes um pouco de gordura. O tão famoso pãozinho, presente todos os dias na maioria das casas brasileiras, perdeu espaço pra tapioca, quando o glúten (proteína presente no trigo) começou a ser “massacrado” nas redes sociais.

Para conseguirmos avaliar melhor cada um deles, observem a tabela abaixo: (os valores estão para a mesma quantidades dos dois alimentos)

TABELA NUTRICIONAL

Porção de 50 g

Composição

Tapioca

(2 colheres de sopa cheias)

Pão Francês

(1 unidade)

Calorias 107 kcal 150 kcal
Carboidratos 26 g 29,3 g
Proteínas 0 g 4 g
Gorduras totais 0 g 1,5 g
Fibras 0 g 0 g
Sódio 0 mg 324 mg

Após observarmos a tabela, parece que o resultado é obvio e que você vai confirmar a teoria de que a tapioca seria melhor que o pão francês, mas vamos pensar mais a fundo. O fato do pão francês começar a ser retirado da alimentação da maioria das pessoas, foi por conter glúten, mas essa informação só é válida para pessoas que possuem a doença celíaca (onde não podem ingerir qualquer preparação que contenha glúten), ou que possuem algum tipo de alergia ao glúten e não se sentem bem ao consumi-lo. Se você não tiver nenhuma contra-indicação e continuar comendo o pão francês com equilíbrio, ele não vai te engordar, mas também não te trará benefícios.

O mesmo acontece com a tapioca, se você fizer a troca do pão francês por ela e achar que vai emagrecer, você está enganado, até porque nutricionalmente falando a tapioca não é considerada um alimento rico e funcional. Como vocês podem ver na tabela, a tapioca, igual ao pão, não contém fibras, e ainda não tem proteínas, ou seja, o que ela tem de vantagem em relação ao pão é o fato de não ter gordura e nem sódio. Então se você está buscando uma alimentação com pouca gordura e sódio, sim ela é mais indicada, mas muito cuidado com os recheios colocados nela, pois podemos melhorar seu aporte nutricional adicionando abacate, ovo, legumes por exemplo, ou piorar, usando manteiga, embutidos, leite condensado etc.

Contudo, no “combate” dos alimentos de hoje, por incrível que pareça, não vou destacar um vencedor, vou aconselhá-los a entender melhor os alimentos, e ver cada um individualmente, seus rótulos nutricionais, suas vantagens e desvantagens e depois disso decidir “qual estou com vontade de comer hoje?”, se um dia for pão, ótimo, se for tapioca, ótimo também, e se não for nenhum dos dois, está tudo certo, o importante como falei é não fazer de nenhum alimento uma regra, um vilão e nem um mocinho da alimentação, pois é o excesso dos alimentos que fazem mal ao organismo.

Espero que tenham gostado e aprendido mais.

Até semana que vem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s