O poder dos nutrientes: Coenzima Q10

Boa noite leitores,

Queridinha do momento, a coenzima Q10 vai além da alimentação e está ganhando espaço por ajudar no envelhecimento, e assim diminuir as temidas rugas, mas será que é só isso?! Não, tem muito mais, vou falar de todos os seus benefícios agora.

A coenzima Q10, ou ubiquinona, é uma provitamina sintetizada (produzida) dentro do corpo humano que tem a capacidade de proteger os fosfolipídeos (gorduras da membrana celular), as proteínas da membrana mitocondrial, o DNA de danos oxidativos e ainda tem o poder de regenerar antioxidantes como o ácido ascórbico (vitamina C) e o tocoferol (vitamina E).

O interesse na coQ10 tem aumentado, mais suplementos e cosméticos estão sendo lançados com a adição desse nutriente, por ser um antioxidante essencial no processo de envelhecimento, pois seus níveis produzidos caem com o passar do tempo (começa a diminuir aos 20 anos e aos 80 já está na metade), e tornam-se insuficientes. Essa coenzima é essencial para o funcionamento correto do músculo cardíaco e da pressão sanguínea, ela também protege o cérebro em condições degenerativas, como doença de Alzheimer e Parkinson, por aumentar consideravelmente a oxigenação do tecido cerebral.

Estudos mostraram que, quando há maior presença de coenzima Q10 na mitocôndria, há uma melhora potencial do processo de fosforilação oxidativa, o que faz com que haja maior capacidade muscular em prolongar o desempenho durante o exercício, ou seja, a quantidade adequada de coQ10 no organismo é importante, principalmente para aqueles exercícios de longa duração e alta intensidade (ciclismo, natação, corrida, lutas).

Sua deficiência pode gerar uma doença rara com miopatia, atrofia cerebelar e doença multissistêmica infantil, mas como ela é sintetizada pelo corpo humano e também é encontrada em alimentos como, carne de boi, de peixe e de ave, ovos, leite, cereais, brócolis, espinafre, batata, e nozes, sua deficiência é rara, contudo devemos ficar ligados com os níveis de coQ10 durante o processo de envelhecimento. E como todo nutriente, a coQ10 mesmo apresentando baixa toxicidade, deve ser utilizada com recomendação profissional.

Espero que tenham gostado e aprendido mais, até semana que vem!

Fonte: MACHADO, C. S. Possíveis efeitos citoprotetores do antioxidante da dieta coenzima Q10 em modelo de células neurais. USP, Ribeirão Preto, 2011/  Rev Bras Med Esporte – Vol. 21, No 2 – Mar-Abr, 2015/ DIAS, Marta Bastos; SOUSA, Alexandra. Nutrição Anti-Envelhecimento. Nutrícias, Porto , n. 16, p. 31-34, mar. 2013/ Revista Brasileira de Nutrição Funcional – ano 13, nº56, 2013.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s