Especial dia da mulher: prevenindo a candidíase

Boa noite gente,

E hoje neste dia especial, vou falar de um assunto muito recorrente na vida das mulheres principalmente, a candidíase. Tenho certeza de que se você nunca teve, conhece alguém que já, mas é aí que a nutrição entra. Uma alimentação saudável com a inclusão de alguns alimentos específicos, é muito importante para a prevenção da candidíase.

A candidíase é uma infecção no trato geniturinário, causada por fungos habitantes do corpo, quando há um desequilíbrio na microbiota normal e/ou na imunidade. Os sintomas mais comuns para descobrimento da doença é o corrimento com cor anormal, coceira e ardência.

Os principais fatores relacionados a candidíase são: mulheres com idade superior a 25 anos; uso de antibióticos; gestação; uso de anticoncepcionais orais com altas doses de estrogênio; diabetes; dispositivos intrauterinos; doenças da tireoide; obesidade; uso de corticoides e imunossupressores; fatores hormonais; hábitos de vida como, vestuário (uso frequente de calça jeans); vida sexual; higiene pessoal inadequada; baixa imunidade e consumo elevado de açúcar e gordura, álcool e cafeína.

A partir destas informações e sabendo que cerca de 50% das mulheres apresentam um quadro de candidíase em algum momento de suas vidas, vou falar de alimentos que auxiliam na prevenção da candidíase:

  • Alimentos anti-inflamatórios: castanhas (amêndoa, nozes, castanha de caju), abacate, semente de linhaça, chia, azeite de oliva (extra virgem), peixes, gengibre.
  • Alimentos para imunidade: acerola, caju, goiaba, pimentão, couve, kiwi, laranja, alho, uva, tomate, linhaça, brócolis, feijão, cenoura, melancia, abóbora, beterraba, batata doce, manga, mamão, couve, rúcula, espinafre, ervilha, maçã, pepino, oleaginosas (principalmente a castanha-do-pará), soja.
  • Alimentos probióticos e pré-bióticos: (clique aqui para saber mais) Leite e derivados, de preferência desnatados (iogurte, kefir, cottage, ricota); cereais integrais (arroz, aveia, trigo).

O tratamento e o acompanhamento com sua ginecologista são imprescindíveis na candidíase, mas a inclusão dos alimentos que ajudam na prevenção também são importantes, por isso se você já teve ou se enquadra em alguns dos fatores relacionados que citei, o negócio é desde já começar a prevenção, se cuidar para ter saúde!

Espero que tenham gostado, repassem essa matéria para todas as mulheres da sua vida.

Até semana que vem! Feliz dia da mulher, sempre.

Fonte: Shiozawa P, Cechi D , Figueiredo MAP, Sekiguchi LT, Bagnoli F, Lima SMRR. Tratamento da candidíase vaginal recorrente: revisão atualizada. Arq Med
Hosp Fac Cienc Med Santa Casa São Paulo 2007/ CANDIDÍASE VULVOVAGINAL. PERSPECTIVA, Erechim. v.36, n.133, p.53-62, março/2012


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s