Alimentos funcionais: couve e seu poder detox

Boa noite leitores,

O carnaval acabou e agora para muitos o ano começa de verdade né?! Chegou aquela famosa hora do “detox” para acabar com toda bebedeira e comilança; se você está nessa fase e ainda não leu a matéria que já fiz sobre isso clica aqui para ler. Hoje vou falar com mais detalhes de um dos alimentos que mais gosto e que, ao meu ver é o mais completo de todos nas classificações nutricionais: a couve (Top 10 – melhores alimentos para sua saúde).

Para mim (gosto sempre de reforçar isso) o tipo de detox mais eficiente a se fazer após um período de “esbórnia” é voltar a rotina, dormir bem, comer bem (com equilíbrio) e adicionar alimentos na rotina que podem intensificar a desintoxicação, e não ficar sem comer, ou fazer a dieta do suco, do chá ou da sopa. A couve é o principal ingrediente no “suco detox” e não é a toa, ela é fonte de vários nutrientes e têm mesmo o poder de limpar o organismo, assim como tem vários outros benefícios que vamos conhecer agora:

  • Fonte de ácido fólico (ler matéria): ou vitamina B9, a qual tem um importante papel na multiplicação celular, na formação de proteínas e hemoglobinas do sangue.
  • Fonte de cálcio: necessário para a saúde dos ossos e dos dentes, ele está envolvido no processo de coagulação, vasoconstrição/vasodilatação e contração muscular.
  • Fonte de vitamina C (leia mais): ou ácido ascórbico, vitamina essencial na imunidade do corpo, além de fazer parte da produção de colágeno, ela é cheia de antioxidantes que ajudam na saúde da pele contra o envelhecimento. A vitamina C também é ideal para aumentar a absorção de ferro pelo organismo, por isso que a couve deve estar presente principalmente, na alimentação de vegetarianos e veganos.
  • Fonte de fibras (leia mais): outra super qualidade da couve, que nos auxilia no funcionamento intestinal, na saciedade, na melhora do colesterol ruim e na prevenção de várias doenças (AVC, aterosclerose, obesidade, câncer de cólon).
  • Fonte de vitamina A (ou retinol): nutriente essencial, necessário para o adequado funcionamento do sistema visual, crescimento e desenvolvimento, função imune, defesa antioxidante e reprodução.
  • Fonte de vitamina K: participante da coagulação sanguínea, na absorção do cálcio e na síntese de proteínas.

Além de estar presente nos sucos, a couve também é um alimento muito consumido na sua forma refogada (com óleo e temperos) e é aí que precisamos ficar de olho. Por exemplo, olhem a tabela abaixo onde a mesma porção de couve crua e refogada tem quantidades bem diferentes de calorias e dos principais componentes de um alimento (carboidrato, proteína e gordura).

Claro que devemos variar as formas de preparação de um alimento, também para não enjoar né?! Mas precisamos tomar cuidado com a quantidade de gordura adicionada, assim como de temperos (do sal e de tablete, principalmente) e sempre dar preferência a cozinhar os alimentos no vapor e depois temperar, para que os nutrientes sejam preservados em sua maioria.

Espero que tenham gostado e aprendido mais, vamos começar o ano com saúde!

Até semana que vem!

Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria. Deficiência de Vitamina A. RJ, fevereiro de 2007/ Rev Bras Reumatol, v. 46, n.6, p. 398-406, nov/dez, 2006/ Universidade Federal de Viçosa, MG, Brasil. Ingestão de cálcio, níveis séricos de vitamina D e obesidade infantil: existe associação. Rev Paul Pediatr. 2015.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s