Mamão Papaia X Formosa

Boa noite leitores,

A produção mundial de mamão representa 10% da produção de todas as frutas, sendo que o Brasil é o segundo maior produtor, dentre os países. Os tipos mais conhecidos e consumidos por nós são: Papaia e Formosa, e por isso resolvi falar um pouco de cada um deles pra vocês e a partir dai concluir qual seria a melhor opção para a nossa saúde.

Assim como vários outros alimentos, a composição nutricional do mamão também sofre diferenças devido ao clima e ao método e tempo de plantação e colheita. Estudos indicam que as frutas colhidas durante a época do ano que estão em safra são as que apresentam os índices mais altos de nutrientes. Por isso é importante sempre ficar de olho nas frutas de cada estação. E quanto mais madura estiver a fruta, maior é sua concentração de vitaminas e minerais. 

 

 

 

 

 

 

 Obs: Mamão papaia é o menor (Foto 1), de formato ovalado e tido como o mais doce entre os mamões. Já o formosa (Foto 2) é aquele mais alongado com a casca mais espessa.

O mamão (todos os tipos) apresenta polpa delicada e saborosa, cujas características sensoriais, químicas (baixa acidez e bom equilíbrio entre açúcares e ácidos orgânicos) e nutricionais, o tornam um alimento ideal e saudável para o consumo de todos. Rico em vitamina C, o mamão possui quase o dobro deste nutriente em comparação com a mesma quantidade de laranja, por exemplo.

É uma fruta pouco calórica e com praticamente zero de gordura. Além de possuir substâncias super importantes, como: Papaína (proveniente do Mamão do tipo Papaia, com poder cicatrizante, antibactericida e anti-inflamatório); Betacaroteno (precursor da vitamina A, potente antioxidante com poder anti-câncer); Licopeno (diminui riscos de doenças degenerativas pela sua capacidade antioxidante, além de auxiliar na prevenção de doenças cardiovasculares por seu papel na oxidação do colesterol ruim. Leia mais, clicando aqui), entre outras.

De acordo com a tabela acima, mesmo entre os tipos existentes de uma mesma fruta, podemos fazer melhores escolhas. No caso, podemos observar que os valores de proteína são significativamente maiores no tipo “formosa” e vemos uma grande diferença em relação as fibras (quase 2x maior), ao manganês (4 x maior), ao potássio (quase 2x maior) e ao cobre também (quase 70x maior).

Estes nutrientes são importantes para auxiliar na regulação intestinal, assim como em melhorar a saciedade, combater os radicais livres, melhorar a absorção de enzimas, controlar a pressão arterial, ajudar na formação de tecidos e células, fortalecer a imunidade e entre outros benefícios.

Contudo, podemos concluir que as variedades de mamão são ótimas opções de fruta para inserir no dia a dia, e que se for do tipo “formosa“, os benefícios serão multiplicados de acordo com a composição nutricional que vimos de cada um.

Espero que tenham gostado e aprendido mais.

Beijos e até a próxima semana!

Fonte: RUGGIERO, Carlos; MARIN, Sergio Lúcio David  and  DURIGAN, José Fernando.Mamão, uma história de sucesso. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2011, vol.33, n.spe1 [cited  2017-10-18], pp.76-82/ Qualidade e compostos fenólicos em sementes de mamão alterados pela colheita e maturação dos frutos. Ciência Rural, Santa Maria, v.45, n.4, p.737-743, abr, 2015


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s