Você sabe o que é Matcha?

Boa noite leitores,

Já ouviram falar de matcha? Mais um alimento “novo” no pedaço que está agradando muitos e fazendo parte de várias receitas por aí. Conhecido cientificamente por “Extrato da folha de Camellia Sinensis“, ele é originário da China, cultivado e consumido pelas suas características de aroma, sabor e propriedades medicinais e nutricionais.

O processo de produção do matcha é diferente dos demais chás provenientes da Camellia Sinensis (chá preto e chá verde). Sua produção é artesanal, ele é obtido a partir das folhas mais jovens do chá verde (brotos), originadas de plantações protegidas da exposição solar. A planta é triturada até que seja reduzida a pó, o qual pode ser feito chá, ou também colocado em receitas, como bolos, pães, vitaminas e usado como tempero.

Estima-se que uma porção de matcha é o equivalente nutricional de 10 xícaras de chá verde. Por isso, tudo o que conhecemos do chá verde até hoje é multiplicado quando ingerimos na forma de matcha. Seus maiores benefícios se são pela alta concentração de catequinas (da classe dos polifenóis, são importantes nutrientes, potentes antioxidantes, ótimos anti-inflamatórios – podendo prevenir doenças – e participam do metabolismo das gorduras) – cerca de 5 vezes maior do que as outras plantas, ou seja, contra o envelhecimento e aquelas gordurinhas indesejadas, o consumo de matcha é recomendado.

Além disso, este alimento super funcional também tem cafeína (termogênico natural); manganês; ferro; potássio; ácido fólico; vitaminas C, K, B1 e B2 e principalmente clorofila. Antes da colheita, a plantação de Camellia Sinensis é coberta com o objetivo de evitar a luz solar direta, e assim potencializar a quantidade de antioxidante presente nela (antioxidantes são nutrientes que sofrem alterações quando em contato com a luz). Este processo também estimula o aumento dos níveis de clorofila, a qual disponibiliza ao matcha a propriedades de desintoxicar o organismo.

O valor elevado de venda do matcha faz com que ele não seja acessível a maioria da população, mas como sempre falo, não é porque ele é um potente alimento funcional, que quanto mais ingerirmos mais isso irá nos beneficiar. Pelo contrário, o excesso do consumo, assim como de outros alimentos que contém uma concentração grande de cafeína, pode nos trazer excitação do sistema nervoso, taquicardia, convulsões, delírio, dor de cabeça e insônia. E também pode ser prejudicial a indivíduos que fazem uso de medicamentos específicos, devido a ocorrência de interações negativas (consulte seu médico).

Por isso, o consumo destes alimentos (ricos em cafeína) não é indicado para pessoas com problemas do coração, com problemas do estômago (gastrite, úlcera, refluxo), gestantes e lactantes (a não ser que passem por recomendações nutricionais). A quantidade sugerida para que os benefícios do matcha sejam percebidos ao corpo, é de 1 g a 2 g, de 1 a 3 vezes ao dia, ou conforme orientação do nutricionista, como já falei ali em cima.

Quem já experimentou o matcha? Me contem!!!

Ótimo feriado para todos e até semana que vem!

Beijos

Fonte: European commission, Health and consumers, cosmetics – cosing. Disponível em:
http://ec.europa.eu/consumers/cosmetics/cosing/. Lorenzi H, Matos FJA. Plantas Medicinais do Brasil. Gráfica RR Dnnelley, 2008: 517.


Um comentário sobre “Você sabe o que é Matcha?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s