Excesso de proteína, cuidado! 

Boa noite leitores,

A busca por corpos malhados e esteticamente “perfeitos” vem aumentando significativamente o número de loucuras e restrições na hora da alimentação e dos treinos né?! Hoje vou falar um pouco da minha opinião sobre o consumo excessivo de proteínas. Se você ainda não leu as matérias que falo de suplementação clique aqui, para a parte 1 e clique aqui, para a parte 2, lá têm uma introdução dos suplementos proteicos e também dos energéticos.

As proteínas são as macromoléculas mais abundantes no organismo, as quais participam da síntese muscular e da reparação dos tecidos logo após o exercício e por isso, seus praticantes necessitam de um aporte maior (assim como de carboidratos e gorduras) se comparado com um indivíduo sedentário (esse aporte deve ser calculado por um nutricionista).

A recomendação proteica deve ser avaliada individualmente e é importante que seja seguida, pois o consumo excessivo pode acarretar uma sobrecarga, principalmente aos rins e fígado, pelo aumento de compostos nitrogenados; além de não trazer benefícios adicionais para o ganho de massa muscular.

A relação quantidade de proteína e ganho de massa magra não é diretamente proporcional, a associação que fazem de que quanto mais proteína ingerir mais músculos terá, é incorreta. Além do que, é comprovado que o excesso de proteína ingerida também será convertido e armazenado na forma de gordura, o que ninguém quer, certo?!

O aparelho excretor corporal tem a função de eliminar todos os detritos do organismo,
bem como as substâncias em excesso, usando como via principal os rins. É comprovado que a ingestão proteica acima da necessidade seja por alimentos ou por suplementos podem causar efeitos adversos e indesejáveis a longo prazo, como, aumento de trabalho hepático e renal, como citei acima; desidratação secundária devido à alta excreção de ureia; gota, lesões; perda de cálcio; distensão abdominal; gases e diarreia.

Além disso, a falta de hidratação, também é um contribuinte da sobrecarga dos rins. Conheço muita gente que toma certinho todos os suplementos e esquece da água, ou então, deixa literalmente de tomá-la por achar que os outros líquidos já supriram a sua falta. Mas não pode ser assim não, a ingestão de água pura é essencial e insubstituível.

Lembrando que não é só o excesso de proteínas por meio dos suplementos que podem causar malefícios ao organismo, o excesso por meio da alimentação também é prejudicial. Por isso, o equilíbrio é sempre a chave do sucesso!

Espero que tenham gostado, se tiverem dúvidas ou comentários me enviem!

Beijos

Fonte: Lima, Marcos. Respostas Renais A Uma Dieta Hiperproteica. Universidade Federal da Paraíba, 2014/ Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, São Paulo. v. 7. n. 40. p.224-232. Jul/Ago. 2013.


Um comentário sobre “Excesso de proteína, cuidado! 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s