Alimentos hidropônicos: são boas opções?

Boa noite leitores,

De acordo com o Jornal Brasileiro de Tecnologia de Alimentos, a hidroponia é um sistema de cultivo de plantas no qual os suportes são soluções nutritivas, tendo a água como principal componente. Esse sistema tem sido bastante utilizado pois eleva a produtividade, aumenta o número de colheitas por ano, obtêm um produto comercial de melhor aspecto, além de ocupar um menor espaço físico para o cultivo.

Os alimentos são cultivados em estufas, protegidos de geadas, chuvas intensas e ventos fortes, dentro de tubos plásticos perfurados ou em recipientes, onde as raízes ficam em contato com a água (não há uso de terra). Diferentemente da produção convencional e orgânica, que em contato com o solo, possuem o aporte adequado de nutrientes provindos do mesmo. Por isso, os fertilizantes são muito utilizados na produção hidropônica, para tentar suprir os minerais que já são naturais do solo terroso. Por este motivo, a maioria das plantações em água possuem uma quantidade maior de substâncias tóxicas do que a plantação convencional e menores quantidades de fibras e outros nutrientes, por exemplo.


Ainda,  por ter um custo inicial elevado e técnicas diferentes do método usual, os alimentos hidropônicos são um pouco mais caros para o consumidor final, enquanto uma hortaliça comum está R$2,19/unidade, a hidropônica sai por R$2,99. Em contrapartida, os produtos hidropônicos são melhor apresentáveis pelo fato de não possuírem contato com a terra (o que muitos consumidores preferem, por na verdade achar que como foram “plantados” em água e não apresentam sujidades não é necessário higienizar. Tomem cuidado com isso, a higienização deve ser a mesma para todas as hortaliças – convencionais, orgânicas e hidropônicas), eles também economizam até 70% da água utilizada em comparação à tradicional e apresentam maior durabilidade (que se dá pelo fato de serem colhidos com a raiz).

Um estudo feito pelo Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Uberlândia em cultivos hidropônicos, mostra que a absorção dos nutrientes adicionados à água é um assunto crucial na produção deles, pois demanda um acompanhamento constante devido as variações do ambiente e assim a qualidade do produto final.

Com isso, na minha opinião,  o consumo de hortaliças hidropônicas tendo o valor de mercado mais elevado e não obtendo vantagens nutricionais à nossa saúde, não precisa ser uma prática a ser adotada pela sociedade, diferentemente dos alimentos orgânicos, os quais trazem diversos benefícios ao organismo (clique aqui para ler sobre).

Espero que tenham gostado e aprendido mais.

Beijos e bom feriado!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s