Cuidado com os aditivos!

Boa noite leitores,

De acordo com a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aditivos alimentares são definidos como “qualquer ingrediente adicionado intencionalmente aos alimentos, sem propósito de nutrir, com o objetivo de modificar as características físicas, químicas, biológicas ou sensoriais, durante a fabricação, processamento, preparo, tratamento, embalagem, acondicionamento, armazenagem, transporte ou manipulação de um alimento”.

Estes aditivos formam um grupo vasto de substâncias que são utilizadas para conservação de características físico-químicas, para retardar ou evitar alterações, favorecer aspectos de sabor, aroma e consistência, e que sempre levam em consideração o lucro do fabricante. São divididos por suas funções principais: aqueles que evitam deterioração (Conservantes, antioxidantes, acidulantes); que melhoram atributos sensoriais (Aromatizantes, corantes, edulcorantes) e que modificam aspecto e consistência (Emulsificantes e estabilizantes), vou detalhar melhor aqui embaixo:

  • Conservantes: função de retardar as alterações em alimentos, causadas por microrganismos e enzimas.
  • Antioxidante: retardar o processo de oxidação, existem os sintéticos e os naturais (tocoferol, ácido ascórbico, ácido cítrico).
  • Acidulantes: intensificam o sabor ácido, aumenta vida útil do produto (refrigerantes, geleias e doces, enlatados).
  • Corantes: conferir cor aos produtos, natural (antocianina, carotenoide, clorofila – os quais possuem alto custo e baixa estabilidade e assim são pouco utilizados) ou artificialmente (tartrazina, amarelo-crepúsculo, carmim, azul-brilhante – mais usados pois possuem baixo custo e grande uniformidade).
  • Edulcorante: substâncias naturais (estévia, xilitol) ou artificiais (sacarina, ciclamato, aspartame), capazes de conferir sabor doce aos alimentos.
  • Emulsificante: evitar separação das partes aquosas e oleosas do produto (maionese, margarina).
  • Espessante e estabilizante: aumentar viscosidade, melhorar textura e consistência (sorvete, pudim, molho, iogurte).

Segundo um estudo publicado na Revista Brasileira de Alergia e Imunopatologia, os aditivos alimentares são tão antigos quanto os humanos, e sempre estiveram presentes em nossa dieta. Entretanto, com o passar dos anos, cada vez mais têm sido empregados, e assim atualmente é difícil encontrar um alimento isento deles.

No entanto, por se tratarem de substâncias químicas intencionalmente adicionadas aos alimentos, torna-se fundamental conhecer, analisar e saber fazer melhores escolhas para assim ter segurança do que se esta consumindo. Apesar de sua ampla utilização, são substâncias capazes de desencadear reações adversas como qualquer outra droga, podendo causar alergias, intolerâncias, e outros efeitos colaterais causados pela superdosagem, por isso precisamos estar sempre ligados.

Agora, conhecendo um pouco mais sobre cada aditivo, não se esqueçam de sempre olhar os rótulos, e quanto menos tiver nomes esquisitos (igual estes acima) melhor. Ou melhor ainda, comece a reparar no tanto de produtos com rótulos que você consome, e tente diminuí-los ao máximo do seu dia a dia, sempre dando preferência aos alimentos in natura e minimamente processados.

Espero que tenham gostado, me mandem dúvidas, comentários, curiosidades.

Até semana que vem!

 


Um comentário sobre “Cuidado com os aditivos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s