Vitamina D: a vitamina do verão

Boa noite leitores,

A vitamina D, mais conhecida como vitamina do sol, é um hormônio, cuja principal função consiste na regulação do cálcio e do fósforo, na formação e reabsorção óssea, e participa na interação com alguns órgãos. Sua maior fonte é a exposição solar, mas também existem outros meios de conseguirmos obtê-la.

De acordo com o Dr Eric Slywitch, no livro Alimentação Sem Carne, até alguns anos acreditávamos que a função desta vitamina era somente na manutenção da saúde óssea e redução do risco de osteoporose. Porém, estudos recentes demonstram que os benefícios da vitamina D podem ir além, reduzindo dor e fadiga muscular; e em taxas adequadas no corpo, prevenir doenças cardiovasculares, câncer de mama, cólon e próstata, diabetes, esclerose múltipla, artrite reumatoide, lúpus e outras doenças.

Um estudo publicado no Jornal Internacional de Nutrologia, mostra que a deficiência de vitamina D pode ser um fator de risco durante a gravidez, como parto prematuro, baixo peso ao nascer, restrição do crescimento intra-uterino e diabetes gestacional. E também pode causar causar raquitismo em crianças (deformidades, retardo no crescimento), e osteomalácia/osteoporose em adultos, as quais podem ser evitadas com a ingestão de 5 mcg/d.

Contudo, não adianta passar o dia inteiro estirado no sol e pensar que está livre de todas estas doenças que falei acima. O adequado é se expor aos raios solares por 5 a 30 minutos, principalmente nos braços e na face, por 3 vezes na semana, sem filtro solar (de preferência até às 10h e após às 16h). Após este período, é obrigatório o uso de filtro solar, isso todos já sabem né?! Porque não adiantam os níveis de vitamina D estarem adequados e causarmos câncer de pele e/ou rugas, concordam?!

Alternativas à exposição solar, é consumir alimentos fontes de vitamina D que são: óleo de peixe, peixes com alto teor de gordura e gema de ovo, e alimentos ricos em cálcio, que auxiliam na absorção deste vitamina (leite e derivados, peixe, couve, espinafre, quiabo, brócolis, laranja, figo, oleaginosas, gergelim). Exemplos: 1 colher (sopa) de óleo de fígado de bacalhau tem 227 % da quantidade diária recomendada, 1 filé pequeno de salmão cozido (85 g) tem 75%, meia lata de atum em água (85 g) tem 26%, 1 gema tem 7%.

Espero que tenham gostado e aprendido um pouco mais, vamos acabar com a deficiência de vitamina D! 

Beijos!!!

 

 


2 comentários sobre “Vitamina D: a vitamina do verão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s