Ovos: quantos posso comer por dia?

Boa noite leitores!!!

Por muitos anos o ovo foi considerado o maior vilão da alimentação e foi extinto das refeições de muitos. Mas, nos dias de hoje, eles voltaram com tudo na mídia e tem muita gente falando que seu consumo pode ser ilimitado, calma, não é bem assim! 

Afinal, quantos ovos posso comer por dia? O ovo faz bem ou faz mal? Comer ovo causa doenças cardiovasculares? Vou responder tudo isso!

Começando do início de tudo e somente com comprovações científicas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estabelece um limite de consumo de 300mg/dia de colesterol total, contando todos os alimentos que você ingere no dia.

Assim, temos que, de acordo com a TACO (Tabela Brasileira de Composição de Alimentos da Unicamp): 1 ovo de tamanho médio pesa aproximadamente 50 g, ele inteiro cozido (frito não vou nem comentar, observe apenas a tabela abaixo) tem 198,5 mg de colesterol, valor que se consumirmos 2 unidades de ovos inteiros por dia já é ultrapassado e se ingerirmos 1 unidade/dia ainda teremos em torno de 100 mg de reserva para computarmos dos outros alimentos.   OBS 1: não é somente o ovo que vai te fazer ter grandes alterações dos níveis de colesterol sanguíneo. O excesso dele, mais outros hábitos ruins como sedentarismo, obesidade, tabagismo, alcoolismo, alto consumo de gorduras saturadas e trans é que irão, em conjunto contribuir com altos índices de colesterol e por consequência, possíveis e prováveis doenças do coração.

Por isso, para pessoas saudáveis (aquelas que não apresentam exames alterados e nenhuma doença relacionada ao coração) o recomendado é ingerir até 1 ovo inteiro por dia. Levando em consideração que quem possui a quantidade de colesterol que citei acima é a gema, então o que muitos pacientes me perguntam (principalmente os esportistas), posso comer 1 gema e mais de 1 clara? Eu respondo: pode, eu só não faço isso porque tenho dó de jogar as gemas fora, então como 1 ovo inteiro por dia e pronto hahaha.

A clara do ovo é rica em albumina, uma proteína de alto valor biológico, indicada para atletas e esportistas, devendo ser consumida de preferência depois do treino, pois ela auxilia na recuperação e no crescimento muscular.

O consumo frequente de ovos com a gema é importante, porque é nela que estão a maior quantidade de nutrientes, gorduras insaturadas (que são as gorduras boas, em pequena quantidade, sempre), antioxidantes, triptofano (substância do prazer), cálcio, ferro, vitamina D, colina (que ajuda nas funcões cerebrais), vitamina B12, entre outras. O ovo é uma importante fonte proteína e por isso deve estar presente no dia a dia das pessoas, além de serem muito mais acessíveis do que outros tipos de proteínas. 

OBS 2: os ovos nunca devem ser consumidos crus! (o que acontece principalmente pelos esportistas) Pois cientificamente falando, o cozimento do ovo (clara e gema) melhora a absorção de seus nutrientes, elimina o risco de infecções (salmonela), auxília na função da tripsina no organismo (enzima fundamental na digestibilidade das proteínas) e também no bloqueio da perda de proteína pela urina. Ou seja, para atletas que fazem isso, o recomendado é parar. Porque além de tudo, o consumo de ovos crus leva a perda de massa muscular. 

Com isso, mais um modismo foi quebrado, certo?! O ovo não é nem o vilão da saúde e nem é liberado. O importante é o que sempre falo, equilíbrio em tudo! 

Espero que tenham gostado!

Beijos e bom final de semana!


Um comentário sobre “Ovos: quantos posso comer por dia?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s