Entenda a diferença entre carga e índice glicêmico

Boa noite gente!!!

Nos dias atuais emagrecer está em primeiro lugar para muitas pessoas né?! E assim vão surgindo muitos tipos de ‘milagres’ e dietas da moda. A fama do índice glicêmico vem daí, mas você sabe o que realmente significa e qual a diferença entre ele e a carga glicêmica?

O significado de índice glicêmico (IG), foi descoberto em 1981, como sendo a capacidade dos alimentos fontes de carboidratos (de todos os tipos, desde açúcar refinado até as frutas, claro que em proporções diferentes) de elevar a glicose sanguínea após uma refeição, em comparação com o valor do açúcar ou do pão branco.

E a carga glicêmica (CG) de um alimento, é dada pela relação entre a qualidade do carboidrato representada pelo IG, e a quantidade de carboidrato total no alimento consumido. Conforme a equação abaixo:

CG = IG x teor De carboidrato disponível na porção de 100g do alimento

Diferentes tipos de carboidratos variam quanto aos seus efeitos sob as concentrações de glicose e insulina. Essas variações na absorção dos carboidratos da dieta é que são chamadas de IG e CG dos alimentos.

Os alimentos que provocam maior aumento na resposta glicêmica apresentam elevado IG e proporcionalmente maior CG, enquanto aqueles que estão associados a uma menor resposta glicêmica têm valores menores de IG e CG.

Nos alimentos fontes de carboidratos, a presença de fibras, apresenta efeitos benéficos também para a tolerância da glicose além da redução do colesterol e triglicerídeos e dos outros muitos benefícios. Como pode ser observado na tabela abaixo, a diferença de IG e CG em um carboidrato com fibra e sem. De acordo com a Revista da Associação Brasileira de Nutrição (RASBRAN), ao ingerir alimentos com alto IG, o organismo libera grandes quantidades de insulina para tentar manter os níveis de glicose no sangue dentro de limites normais. Este aumento na produção insulínica contribui para menor saciedade após as refeições, podendo levar ao consumo excessivo de alimentos, contribuindo para desenvolver obesidade e piorando o quadro de resistência à insulina (Diabetes).

Pela Sociedade Brasileira de Diabetes, um controle glicêmico correto, associado ao controle da gordura corporal, da pressão arterial e da manutenção do peso, são os principais pontos que os pacientes com Diabetes tipo 2 precisam observar para estar com a saúde em dia.

Em 2003 a Organização Mundial de Saúde, concluiu que alimentos de baixo IG, possivelmente diminuem o risco para o desenvolvimento do diabetes do tipo 2, devido ao melhor controle na liberação de insulina, bem como da obesidade, pelo aumento da saciedade. Além de não contribuir para consumo excessivo de alimentos na refeição posterior. Por isso, os alimentos com baixo índice glicêmico auxiliam na perda de peso, e também por consequência os que possuem baixa carga glicêmica também.

Abaixo está uma tabela que possui os valores de IG e CG que são considerados baixos, médios e altos:  Veja alguns exemplos de alimentos:  Mas claro que isso tudo não significa que não devemos consumir alimentos com alto índice glicêmico, mas sim equilibrar e variar com os de médio e baixo valor e conciliar sempre com a prática regular de exercício físico.

 Espero que tenham aprendido um pouco mais sobre esses nomes tão falados. 
Me mandem perguntas! 

Beijos


3 comentários sobre “Entenda a diferença entre carga e índice glicêmico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s