Por que sentimos mais fome no frio?

Boa noite leitores,

O frio chegou pra valer com temperaturas baixíssimas e não vai embora tão cedo. Sendo que o inverno pelo nosso calendário só começa na segunda-feira, e com ele sempre vem aquela vontade louca de comer mais, principalmente aqueles alimentos bem calóricos e gordurosos, certo? Você pode pensar que é o único que se sinta assim, mas não se culpe, existe uma explicação científica para isso, vamos entender melhor?!

No inverno, assim como em outras épocas onde as temperaturas são mais baixas, é comum o desleixo com a alimentação e com os exercícios físicos, mas não pode ser dessa forma. Um estudo feito pela Universidade Estadual de Campinas, mostrou que a sensação do aumento da fome no frio pode ser explicada pela ciência. Em temperaturas baixas, nosso organismo gasta mais energia para manter a temperatura corporal estável, ou seja, o metabolismo fica um pouco mais acelerado para dar conta de realizar esse equilíbrio. Porém, o aumento da ingestão de calorias deve ser controlado, e a prática de exercício físico deve continuar sendo regular. Pois este estudo também observou que no inverno, os níveis de colesterol ruim (LDL) aumentavam significativamente em relação ao verão. Estas diferenças podem ser explicadas pelo desleixo citado acima e por mudanças de hábitos que temos quando as temperaturas caem, como o aumento do consumo de alimentos mais gordurosos (que dão a sensação de nos aquecerem mais); a diminuição da prática de atividade física e a diminuição da exposição ao sol (que por consequência diminui os níveis de vitamina D provindos do sol, podendo ser afetados indiretamente pelas taxas do colesterol).

Por isso, nós como profissionais da saúde alertamos para os cuidados que precisam ser tomados para se ter um inverno saudável, sem ganho de peso ou qualquer alteração nos exames de sangue. Principalmente nessa época do ano, procure manter a sua rotina normal de exercícios. Para quem não consegue de jeito nenhum sair de casa para fazer atividade física, a dica que eu dou é utilizar e aproveitar os vários aplicativos de exercícios e que são ideais para fazer em casa, sem necessitar de materiais específicos ou de um espaço grande, e também de vídeos no youtube que possuem vários tipos de aulas. Escolha uma modalidade que você goste e não deixe de se exercitar!

Nesta época, mais ainda do que nas outras, sabendo do aumento dos nossos gastos metabólicos, é imprescindível a regra de que deve-se comer de três em três horas, para deste modo evitar o excesso de fome quando estiver no horário da próxima refeição (clichê de nutricionista mas que é provado e aprovado). Preparações quentes devem ser preferidas e consumidas, pois aliviam a fome e aquecem o corpo (diferentemente dos gordurosos e açucarados, que dão uma falsa sensação de aquecimento). Sei (e também sou assim) que no frio temos menos vontade de comer saladas, mas não podemos simplesmente tirá-las do nosso cotidiano, elas são essenciais para manter nossos índices de vitaminas, fibras e minerais adequados. Para manter regular o consumo de hortaliças é possível usá-los cozidos ou refogados, e também incluir mais opções de legumes nas refeições e frutas cozidas/assadas com canela, por exemplo. Sopas são excelentes opções para as noites geladas que estamos tendo, você pode substituir o jantar por uma sopa completa que deve ser composta por: uma fonte de carboidratos (batata, mandioquinha, arroz, macarrão), uma de proteína (frango, carne, peixe) e vários legumes e verduras (abobrinha, chuchu, cenoura, beterraba, couve flor, brócolis, couve, etc). (Clique aqui e veja uma matéria com receitas de sopas funcionais)

Além disso, é claro que a vontade de tomar um copo de água não é a mesma que no verão né?! Mas a dela é fundamental para a saúde e principalmente nesse tempo onde as temperaturas são mais baixas e a probabilidade de se ter um resfriado/gripe é maior. Os 2 litros de água pura devem ser mantidos, mas você também pode incluir chás e outras bebidas quentes para se aquecer. Chás de frutas e folhas como maçã, hortelã, mate, camomila, erva-doce, chá verde, café, etc (sem adoçar, de preferência).

Portanto, independente da estação do ano, procure sempre se alimentar de forma devagar, calma e mastigando bem os alimentos. Não é preciso deixar de aproveitar as gostosuras de cada época do ano mas procure sempre ter equilíbrio, fazendo melhores escolhas, não abusando das quantidades e fazendo exercício físico regularmente. Não use o fato de que ‘no inverno precisamos comer mais porque o corpo gasta mais’ para se jogar nos açúcares e gorduras diariamente. Sim, sentimos mais fome, como falei anteriormente, mas não por isso podemos consumir produtos que não fazem bem à nossa saúde. Com isso, o inverno não mais será uma estação a qual ‘ganhar peso é normal’.

Espero que tenham gostado, até semana que vem.

Beijos!


2 comentários sobre “Por que sentimos mais fome no frio?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s